09 junho 2017

Certezas e Incertezas

Boa noite.

Certezas e Incertezas

Foto: Luiz Carlos Vaz.

Sou feita de silêncios assustadores
Turbulências fortes
De flores e espinhos
Dias ensolarados e nublados

As vezes o inverno encobre meu espírito
Outras vezes floresce meu jardim
Precisamos dessa fase de transição
Para as mudanças acontecerem

Mesmo que tantas vezes seja tão doloroso
Que a arte tenha sempre esse poder de aliviar 
Curar as mais profundas feridas da alma

Celebremos, abracemos, expressemos nossos sentimentos
Confraternizemos agora
Porque o futuro é vago demais.

        Ótimo fim de semana.

                                       Abraços.

                                                 Isa Espinosa.



02 junho 2017

Reflexos de Mim Mesma

Boa noite.

Reflexos de Mim Mesma

Foto: Luiz Carlos Vaz.

Eu precisei sair de mim
Me distanciar da realidade
Para perceber meus reflexos
Meus espinhos e minhas flores

Tudo o que me atormenta
Mas também o que é prazeroso
A sutileza entre eles
Ou será então uma mera percepção minha

São tempos de muita luz
Tempos de forte escuridão
Simultaneamente

Instantes em que dentro os espinhos
Os poetas tentam florescer o mundo
Num grito de liberdade.

       Abraços.

             Ótimo fim de semana.

                                    Isa Espinosa.

26 maio 2017

Remodelamento do Ser Humano

Boa noite.
Remodelamento do Ser Humano

Imagem: Luiz Carlos Vaz.

Estou em fase de reforma
Minha alma se colocou a pensar
Na importância e força das palavras
Das atitudes tão simples

Quanto custa um abraço 
Em um dia nublado ?
Uma conversa fraterna
No turbilhão do temporal ?

Precisamos que as pessoas partam deste Plano 
Para dizermos o quanto amamos 
Apenas para expressar o que sentimos

Somos ensinados a aprender os conteúdos
A ter o que desejamos e precisamos para sobreviver
Mas fomos ensinados a expressar os sentimentos, principalmente o amor ?

    Abraços.

        Ótimo fim de semana.

                              Isa Espinosa.

19 maio 2017

A Cura do Mundo

Boa noite.

A Cura do Mundo

Foto: Luiz Carlos Vaz.

O dia que aprendermos a cuidar
Cuidar da dor do próximo 
Com afetividade e carinho
O mundo mudará

O dia que não formos indiferentes
Em meio a injustiça
Quando nossa alma não for mais gelada
Como o vento que bateu aqui na minha janela

As coisas um dia serão melhores
O vendaval vai serenar
O caos vai se acalmar

As lágrimas secarão 
Os sorrisos se alargarão
A arte e o amor curarão o mundo que está doente.

            Abraços.

                 Ótimo fim de semana.

                                       Isa Espinosa.

Design por Amanda
[ voltar para o topo ]